Itália em Português oferece sugestões de passeios e dicas personalizadas para viagens individuais, casais e pequenos grupos que estejam visitando a Itália

O cinema brasileiro contemporâneo em duas mostras na Itália

Depois do sucesso da sua sétima edição milanesa, realizada em julho e seguida por um público de mais de 2000 espectadores, o festival de cinema brasileiro  Agenda Brasil segue para Roma e Turim. E – para alegria dos cinéfilos, já que quase sempre os filmes estrangeiros projetados no circuito local são dublados – as sessões são em língua original, com subtítulo em italiano. A iniciativa é produzida pela Christoffel Promoçõese Produções e realizada pela Associazione Culturale Vagaluna.

De 26 a 28 de setembro, o público da capital vai poder assistir, gratuitamente, na Casa del Cinema (Largo Marcello Mastroianni 1) a seis  longas-metragens de recente produção. Também foi programado o workshop “DgCinema encontra Ancine”, durante o qual serão apresentados os fundos setoriais de colaboração entre a Itália e o Brasil.  

Com a participação da diretora Lúcia Veríssimo em sala, o segundo ano do Agenda Brasil Roma será aberto, às 20h, com a película “Eu, Meu Pai e Os Cariocas – 70 anos de Música no Brasil”. O filme explora a trajetória do legendário grupo vocal Os Cariocas – fundado por Severino Filho, pai da cineasta – e percorre a história da música brasileira, começando pela famosa Rádio Nacional e passando pela bossa nova, tropicalismo, samba e MPB. 

thumbnail_Eu meu pai e os cariocas_01_bassa

=Com a participação da diretora Lúcia Veríssimo em sala, o segundo ano do Agenda Brasil Roma será aberto, às 20h, com a película “Eu, Meu Pai e Os Cariocas – 70 anos de Música no Brasil”. O filme explora a trajetória do legendário grupo vocal Os Cariocas – fundado por Severino Filho, pai da cineasta – e percorre a história da música brasileira, começando pela famosa Rádio Nacional e passando pela bossa nova, tropicalismo, samba e MPB. 

Na sequência, será apresentada a ficção “Pela Janela”, de Caroline Leone, sobre uma operária de 65 anos que perde o emprego e é levada por seu irmão em uma viagem para Buenos Aires que vai mudar a sua visão sobre o mundo. Ambas as produções foram premiadas em festivais internacionais, além de eleitas, respectivamente, o melhor documentário pelo júri popular e o melhor filme segundo a critica do Agenda Brasil Milão 2018. 

Pela Janela

Pela Janela

A programação romana inclui ainda os filmes: “Bingo, o rei das manhãs”, de Daniel Rezende, com Wladimir Britcha, baseado na história real de um dos intérpretes do palhaço Bozo, atração televisiva dos anos 80; “A vida extra-ordinária de Tarso de Castro”, de Leo Garcia e Zeca Brito – um retrato do jornalista polêmico, boêmio e sedutor que foi um dos fundadores da publicação satírica O Pasquim; “Antes que eu me esqueça”, de Thiago Arakilian, com José de Abreu, cuja trama foca em um juiz aposentado de 80 anos que decide abrir uma boate, entrando em conflito com a família; e “Berenice Procura”, de Allan Fiterman, no qual uma taxista (interpretada por Claudia Abreu) investiga a morte de um transexual na praia de Copacabana. 

 

thumbnail_Berenice procura_02_bassa

Mais amplo em número de filmes e arco temporal, o evento de Turim (em sua primeira edição) vai ocupar o cinema Massimo (Via G. Verdi 18), nos dias 3, 5, 6 e 7 de outubro, com uma a seleção de 11 longas que participaram de diversas edições do Agenda Brasil. 

Para abrir o festival piemontês, retorna “Bingo, o rei das Manhãs”, no 3 de outubro, às 20h. E com razão: o filme venceu o Festival de Cinema Brasileiro de Paris e conquistou vários reconhecimentos importantes no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, ambos em 2018

thumbnail_Bingo 3

 O programa é composto também por três documentários – “Cidades Fantasmas”, de Tyrell Spencer, sobre quatro cidades abandonadas da América do Sul; “Central, de Tatiana Sager e Renato Dornelles, que discute a estreita ligação entre a dramática situação carcerária e a sociedade brasileira; e “Eu, Meu Pai e Os Cariocas – 70 Anos de Música no Brasil”, que novamente contará com a presença da diretora Lúcia Veríssimo em sala. 

Cidades Fantamas

Cidades Fantasmas

 Além de “Antes Que Eu me esqueça”, de Tiago Arakilian, que os espectadores de Milão elegeram como melhor filme, as outras ficções em cartaz serão: “Estive em Lisboa e lembrei de você”, de José Barahona (o diretor vai comparecer à projeção), filme luso-brasileiro que fala dos sonhos e da realidade de quem decide mudar para um outro país; “Tainá, a origem”, de Rosane Şvarţman – as aventuras de uma indiazinha que deseja se tornar uma grande guerreira e descobrir a sua verdadeira origem; “São Jorge”, de Marco Martins, filme português que aborda uma Lisboa em plena crise econômica; “Big Jato”, de Claudio Assis, um romance que transita entre a ironia grotesca, ternura, escatologia e poesia; “A história da eternidade” de Camilo Cavalcante, sobre as histórias de amor e desejos de três mulheres de diferentes idades que vivem em um povoado no sertão brasileiro; e  “La vingança”, de Fernando Fraiha, road movie em tom de comédia centrado na rivalidade histórica entre brasileiros e argentinos. 

thumbnail_Taina_ALTA_1 

Mais informações: 

 http://www.vagaluna.it/por/mostras-festivais/agenda-brasil-roma.html

 http://www.vagaluna.it/por/mostras-festivais/agenda-brasil-turim/agenda-brasil-turim-2018.html

Share on FacebookShare on Twitter
Copyrights © 2015-2016 www.italiaemportugues.com